4 passos para criar bons hábitos ao aprender uma língua

Static | 14 September 2017

Pode parecer uma banalidade mas um dos mais importantes segredos para aprender uma língua eficazmente é criar um hábito de estudo regular. Acreditem ou não, a chave para a criação de bons hábitos de estudo assenta em 4 passos muito fáceis.

Se quisermos usar uma outra língua, temos de a exercitar tal como exercitamos os músculos no ginásio. E tal como qualquer atividade com resultados a longo prazo, uma parte do processo envolve a criação de hábitos que a integrem na nossa rotina diária.

Bons hábitos de aprendizagem de línguas começam hoje!

Ao abrirmos um espaço nas nossas vidas para estudar uma língua, já estamos a integrar esta atividade na nossa rotina diária, tornando-a parte de nós e, ao mesmo tempo implementamos um hábito de estudo regular.

Um dos mais conhecidos mitos acerca da criação de hábitos são os famosos 28 dias necessários para que um hábito seja implementado. Na realidade, a ciência demonstrou que são precisos 66 dias até que um comportamento se torne num hábito “automático”, mas isso não quer dizer que não se consiga fazer o mesmo em menos tempo.

Até pode parecer muito tempo para a criação de um hábito mas é importante não esquecer que o nosso objetivo é, a longo prazo, adotar um comportamento que nos ajude a aprender.

O truque para ultrapassar a barreira dos 66 dias é definir objetivos curtos e fáceis de alcançar, que são, também eles, pequenos hábitos, e que nos põem na rota para o sucesso. Conhecidos como micro-hábitos, estes pequenos hábitos formam outros maiores e mais duradouros. (Veja este vídeo sobre a teoria dos micro-hábitos aqui.)

É assim que se faz:

Defina uma meta fácil de alcançar

Se começar por um objetivo pequeno e fácil de atingir, que lhe dê satisfação a alcançar, terá muito poucas desculpas ou outros obstáculos para não o fazer.

Entrar aos poucos num novo hábito, sem se deixar impressionar, sem perder o pé, é dar o primeiro passo. Neste caso, o primeiro passo pode ser iniciar a sessão na Lingvist e dar uma vista de olhos ao primeiro cartão com as palavras que tem para repetir.

E nem sequer precisa de resolver o cartão. Basta entrar e dar uma olhada.

Comprometa-se e assuma a responsabilidade

Comprometa-se a iniciar a sessão connosco uma vez por dia e dar uma espreitadela ao cartão durante uma semana Fique à vontade para resolver o cartão, se quiser. Pode resolver um, dois, cinco até. Resolva todos os que quiser ou não resolva nenhum. Mas inicie a sessão todos os dias.

Vai começar a sentir uma ligeira satisfação por ter cumprido a sua decisão sem falta. Vai sentir-se muito mais satisfeito se tiver resolvido alguns cartões!

Esta agradável sensação é o que o vai encorajar progressivamente a fazer um pouco mais cada dia e assim a praticar este micro-hábito. Comece por dar a este micro-hábito um pequeno espaço no seu dia e à medida que ele se desenvolver, integre-o um pouco mais na sua vida e continue a alargá-lo, juntando-lhe pequenos novos hábitos.

Alargue os seus hábitos

Depois de ter atingido o seu pequeno objetivo — no nosso exemplo, os primeiros sete dias em que iniciou a sessão connosco e deu uma olhada ao cartão — escolha uma forma de o alargar um pouco. Defina um tempo limite depois de ter iniciado a sessão, como dois minutos, por exemplo. Quando iniciar a sessão, programe dois minutos no cronómetro: o seu novo micro-hábito vai ser resolver todos os cartões que quiser nos 2 minutos seguintes_.

Cumpra este novo tempo limite de dois minutos durante os sete dias seguintes.

Ligar micro-hábitos uns aos outros, como uma corrente, vai criar um hábito sólido e sustentável!

Continue a juntar mais micro-hábitos

Quando tiver integrado um micro-hábito à sua rotina diária, acrecente-lhe um novo — como um elo de uma cadeia. A cada pequeno hábito que acrescentamos, estamos a criar um hábito maior que trazemos para a nossa vida sem nos causar desconforto e que, por isso, tem todas as probabilidades de sucesso.

O que poderia ser mais motivador?

Aprender uma língua é um caminho e não um destino final. Encará-lo como um processo contínuo, que faz cada vez mais parte de si e da sua vida, vai permitir-lhe não só falar fluentemente como também o vai ajudar a tomar posse dessa língua, torná-la sua para poder exprimir-se de forma a refletir a sua verdadeira essência.

Que micro-hábito vai implementar para aprender uma língua em 2017? Queremos saber! Partilhe as suas ideias com os seus colegas que estão a aprender uma língua no Fórum da Lingvist!